TRC vai pagar a conta por eventuais prejuízos de concessionárias de pedágio alegam ter na pandemia

TRC vai pagar a conta por eventuais prejuízos de concessionárias de pedágio alegam ter na pandemia

10 de novembro, 2021

Mais uma vez o setor de transporte de cargas acaba por ser penalizado por eventos não previstos em nenhum setor da economia. Em reportagem divulgada pelo ESTADÃO neste início de semana e replicada pela Revista Istoé, informa que “As perdas de receita das concessionárias de rodovias federais que foram afetadas pela pandemia do coronavírus serão recompostas por reajustes nas tarifas de pedágio cobradas dos usuários. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), responsável por reequilibrar os contratos das empresas que administram estradas federais, aprovou na última quinta-feira, 4, a metodologia que vai reger esse processo, publicada no Diário Oficial da União (DOU)...”.
 
Por diversas vezes, depois que este assunto veio a tona no primeiro semestre de 2021, a Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Paraná -  FETRANSPAR, ao lado de representantes da NTC&Logística e da Confederação Nacional do Transporte (CNT) rechaçaram essa discussão ou qualquer proposta que pudesse  trazer mais oneração ao setor de transporte. “Todos os setores, todo o país, todo o Globo teve e está tendo prejuízos com a pandemia. Por que o pedágio quer dividir com a sociedade o seu eventual desequilíbrio? Por acaso quando ocorreu faturamento acima em anos anteriores, foram chamadas audiências públicas para redução de tarifa?”, indagou o presidente da FETRANSPAR e do Sest Senat no Paraná, Coronel Sérgio Malucelli na ocasião em que a pauta estava por ser analisada pela ANTT, segundo Malucelli “os contratos assinados são de risco e as empresas sabem disso. Além do mais, a pandemia não foi só prejudicial a setor A ou B é unanimidade em toda a economia. Não podemos absorver prejuízos eventuais oriundos das empresas de pedágio”.
 
A Federação vê com preocupação essa decisão da ANTT em conceder o reajuste as concessionárias em um momento em que o combustível está extremamente alto, o frete defasado e a economia ainda patinando. “É inconcebível o setor de transporte de cargas rodoviário bem como a sociedade pagar por eventuais prejuízos que outros setores possam vir a ter em detrimento da pandemia”, resume Malucelli.

Confira matéria na íntegra do Estadão Conteúdo divulgada pela Istoé

ANTT: Aumento de pedágio vai compensar concessionárias por perdas na pandemia - ISTOÉ DINHEIRO (istoedinheiro.com.br)

Foto: Divulgação

 

 

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Nov/2021
Top