SEST SENAT – Transformando vidas no transporte e na sociedade

SEST SENAT – Transformando vidas no transporte e na sociedade

30 de outubro, 2017

A transformação da vida do instrutor do SEST SENAT Herivelton da Silva Freitas começou aos 18 anos, quando ele iniciou os cursos de capacitação na instituição, entre eles, os de atualização para condutores de veículos de transporte de cargas de produtos perigosos e o de transporte coletivo de passageiros. Após tornar-se motorista de ônibus e de caminhão, fez um teste para ser instrutor do SEST SENAT, não passando na primeira vez. Dois anos depois, tentou novamente e foi aprovado.

Na mesma época, fez faculdade de recursos humanos - conhecimento que o auxiliou a desempenhar sua função de instrutor, na unidade de João Monlevade (MG). “Gosto da ideologia do sistema, de atender pessoas que precisam do conhecimento, de uma nova visão do transporte e da valorização do ser humano. O SEST SENAT abraça o indivíduo, o motorista, a família dele. Faz com que os trabalhadores estejam mais preparados para exercer a atividade”, considera.

Freitas acrescenta que a função de instrutor permite que ele enxergue melhor o que os outros precisam. “Às vezes, um pai está muito distante da família. Eu tento fazê-lo entender o valor que essas pessoas têm e incentivo que elas venham para a instituição. Isso é uma forma de transformação da sociedade”, diz.

O SEST SENAT também representou a transformação para o motorista Wellinghton Braga. Ele trabalhava com motofrete. Há um ano, estava fazendo um serviço e se envolveu em um acidente. O impacto da batida na traseira de um caminhão foi tão grande que ele teve lesão medular e perdeu os movimentos da cintura para baixo.

“Fiquei de cama por nove meses e comecei a fazer fisioterapia no SEST SENAT. Quando cheguei à instituição, precisava ir de cadeira de rodas até a sala de fisioterapia. Com o tempo, migrei para o andador. Agora, já estou de muleta. Também entrei no pilates e academia”, conta. Braga diz que já se sente melhor no dia a dia, dirigindo o próprio carro, tendo mais liberdade para ir ao mercado, fazendo pagamentos em bancos. “Estou de pé e quase me equilibrando. Se não fosse a ajuda dos profissionais da instituição, talvez eu não estivesse tão bem. O SEST SENAT é a minha casa”, ressalta.  

Para Paulo Benetello, técnico de segurança do trabalho de uma empresa de transporte coletivo de Piracicaba (SP), o SEST SENAT representou mais qualidade de vida. “Eu estava com um peso muito alto e não estava conseguindo emagrecer. Desenvolvi até um problema de coluna. Tentei fazer regime por conta, mas não tive tanto resultado”. Ao começar a utilizar os serviços da Unidade de Piracicaba, como nutrição, fisioterapia e atividades de esporte, Paulo passou a perder peso – já são 30 kg a menos – e a ganhar saúde. A mudança de vida, segundo ele, foi significativa: “Mudou radicalmente. Para alguém que era totalmente sedentário, perder peso, eliminar as dores de coluna, iniciar atividade física foi essencial para tornar a vida possível”.

Já no caso do motorista Neulandes Ferreira da Silva, que utiliza os serviços da instituição há oito anos, houve ganhos para a vida profissional e também para a vida pessoal. “O psicólogo (do SEST SENAT) me ajudou a lidar com meu filho e a ser um pai de primeira viagem. Para mim foi ótimo”, conta. O filho, de 8 anos, e a filha, de 5, também se beneficiaram dos serviços de psicologia e de odontologia. E o SEST SENAT ajuda a transformar vidas? Sem titubear, Neulandes responde: “Com certeza. Principalmente dos profissionais que movimentam o Brasil. Qualifica os motoristas para o trabalho do dia a dia e você vai melhorando, vai aprendendo coisas novas. Até com os amigos que você vai fazendo e trocando experiências. Para mim, com profissional, é muito bom”.

Fonte:  SEST SENAT Foto: Arquivo SEST SENAT

Comente pelo Facebook

JORNAL Jul/2020
Top