Coronel Malucelli participar de cerimônia de posse da nova diretoria da OAB-PR
  • 25-anos
  • despoluir
  • sest senat

Coronel Malucelli participar de cerimônia de posse da nova diretoria da OAB-PR

18 de janeiro, 2019

O novo presidente da OAB Paraná, Cássio Lisandro Telles, tomou posse nesta quinta-feira (17), em uma cerimônia que lotou o Teatro Ópera de Arame, em Curitiba. Cassio Telles assume a presidência para o triênio 2019-2021, no lugar de José Augusto Araújo de Noronha, que será conselheiro federal.

O presidente da FETRANSPAR, Sérgio Malucelli, junto com o atual presidente Dr. Cássio Telles

Também foram empossados os demais membros da diretoria: Marilena Indira Winter (vice-presidente), Rodrigo Sánchez Rios (secretário-geral), Christhyanne Regina Bortolotto (secretária-geral adjunta), Henrique Gaede (diretor-tesoureiro), Alexandre Salomão (diretor de Prerrogativas) e Fabiano Augusto Piazza Baracat (presidente da Caixa de Assistência dos Advogados) e ainda os conselheiros estaduais, presidentes das 48 subseções da Ordem no estado e diretores da CAA-PR.

O presidente da FETRANSPAR, Sérgio Malucelli, com o ex-presidente Dr. José Augusto de Noronha

A solenidade teve início com a apresentação musical do conjunto Ladies Ensemble e com uma declamação do ator e advogado Plínio Taques. A posse foi prestigiada por inúmeras autoridades, presidentes de seccionais, de Caixas de Assistência e de centenas de advogados de todo o estado. Contou com a participação do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, do vice-governador Darci Piana, do presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Renato Braga Bettega, do presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano, do procurador geral de Justiça Ivonei Sfoggia, e do presidente do Conselho Federal Cláudio Lamachia.

O novo presidente da OAB Paraná iniciou o seu discurso com agradecimentos à sua família e aos dirigentes de Ordem que o apoiaram em sua trajetória. Citou todos os ex-presidentes da seccional desde 1993, quando iniciou sua carreira nos quadros da Ordem como presidente da subseção de Pato Branco. Cássio Telles tornou-se o segundo presidente da seccional vindo do interior do estado, depois de Alberto de Paula Machado (2007-2009), de Londrina, e o primeiro a ter exercido a presidência de uma subseção.

Telles fez uma menção especial ao presidente nacional Cláudio Pacheco Prates Lamachia, com quem conviveu e dividiu a tarefa de percorrer todo o país com a Caravana das Prerrogativas. “Na gestão de Lamachia, tive a certeza de que a OAB tem de ir aonde o advogado está. Nossa classe deseja, antes de mais nada, uma OAB identificada com as dificuldades do cotidiano da advocacia”, disse.

O novo presidente falou do orgulho de representar a seccional e os 68 mil advogados paranaenses, enfatizando que sua experiência lhe dá confiança para superar todos os desafios. Referindo-se às características das gestões anteriores, deu as pistas dos principais temas aos quais pretende se dedicar nos próximos três anos: defesa das prerrogativas profissionais, aproximação entre a advocacia da capital e do interior, busca por uma melhor prestação jurisdicional, fiscalização do exercício profissional, organização e modernização administrativa, combate à corrupção, defesa dos direitos humanos, melhoria das estruturas físicas para a advocacia, busca constante do encontro da OAB com a advocacia de base, atuação firme contra cursos jurídicos de má qualidade, preparação da advocacia para as novas exigências e novos mercados, luta pela dignidade financeira e valorização dos honorários.

“Nos elegemos pregando mais dignidade e respeito à advocacia, e essa será efetivamente a linha central de nossas ações”, destacou.

Cássio Telles também mencionou o papel da advocacia na defesa da sociedade. “Somos a trincheira da resistência ao arbítrio, das tentativas de supressão dos direitos sociais e das garantias fundamentais, somos o bastião do exercício do poder sempre em nome do povo e para o povo. Estaremos vigilantes contra atos que tentem suprimir as liberdades constitucionais de ir e vir, de manifestação de opinião, de pensamento, de imprensa, de associação, de livre crença religiosa, porque não há felicidade onde não exista respeito à liberdade e à igualdade”.

Ao final, o seu discurso foi acompanhado por imagens projetadas no telão. O presidente emocionou o público ao discorrer sobre as missões da advocacia. “Quero convidá-los para que façamos juntos, nos próximos três anos, esta viagem em direção a um mundo melhor e mais justo”, conclamou. “Cumprindo a nossa tarefa a cada dia, mas sem nunca deixar de mirar as estrelas. Sonhar é a melhor maneira de começar a realizar”, completou, citando na sequência versos de Helena Kolody (“Pintou estrelas no muro e teve céu ao alcance das mãos”).

Despedida

Em seu discurso de despedida, José Augusto Araújo de Noronha fez um agradecimento a todos os que o acompanharam em sua jornada. Agradeceu à sua diretoria, destacando as qualidades de cada um  – Airton Martins Molina, (vice-presidente), Marilena Winter (secretária-geral), Alexandre Quadros (secretário-geral adjunto) e Fabiano Baracat (diretor tesoureiro).  “A OAB insta seus diretores a inovar e avançar cada vez mais. Foram muitas ações inovadoras capazes de manter a nossa OAB na vanguarda”, disse.

Noronha lembrou que sua gestão coincidiu com um período especialmente conturbado na vida política do país, tendo a Ordem que se posicionar diante de dois impeachments de presidentes da República, prisões e condenações de políticos e empresários envolvidos em escândalos de corrupção. “Sempre fomos chamados a nos posicionar e a OAB teve um papel decisivo para que o Brasil pudesse enfrentar a maior crise ética e política de todos os tempos”.

Sobre as realizações da gestão, Noronha destacou o projeto da advocacia dativa, que garantiu os honorários de milhares de advogados. “Foi a nossa menina dos olhos”, reconheceu, agradecendo a conselheira Sabrina Becue pelo trabalho. Também destacou as obras de reformas e construções de sedes de subseções. “Foram 40 milhões de reais investidos em melhorias para a advocacia. Fizemos tudo o que era possível, mas jamais deixamos de sonhar com sedes à altura da nossa advocacia”, ressaltou.

Noronha encerrou sua fala enaltecendo as qualidades da nova diretoria. “É o melhor que temos a oferecer em termos de trabalho, gestão e competência”, afirmou.

Igualdade

Num discurso que pregou a igualdade, a vice-presidente Marilena Indira Winter enfatizou a luta da OAB contra a discriminação entre homens e mulheres. “Que o feminino no mundo, independente do corpo em que habita, seja sempre valorizado, nunca diminuído, para que, um dia, alcancemos o almejado equilíbrio dos direitos e das forças que governam a civilização”, afirmou.

Marilena, que foi secretária-geral na gestão anterior, destacou o memorável trabalho realizado na luta por direitos iguais, exemplificando com as comissões da mulher advogada, da igualdade racial, da violência de gênero, da diversidade sexual, da criança, do idoso, da pessoa com deficiência e da liberdade religiosa. “Ser minoria não pode ser confundido com ser menor em direitos ou merecedor de menos justiça”, disse.

A vice-presidente chamou a atenção para o histórico de participação feminina nos quadros de direção da Ordem e considerou algo verdadeiramente transformador o fato de que 50 mulheres hoje ocupam cargos de diretoria e conselho na gestão da OAB. “A OAB do Paraná está, hoje, a dizer que aqui, a depender de nós, ninguém será discriminado impunemente. E nenhuma advogada criminalista, constitucionalista, civilista, tributarista, trabalhista, ou seja qual for a área do direito a que se dedique, nunca mais precisará reafirmar seu direito de exercer a profissão em igualdade de condições, de participação, de remuneração, de dividir a mesa, a palavra e as decisões”, destacou.

União

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, que presidiu a cerimônia e deu posse à nova diretoria, enalteceu o trabalho realizado por Cássio Telles, qualificando-o como “um guerreiro das prerrogativas”. “O Paraná está de parabéns porque terá um presidente comprometido com as prerrogativas, será o advogado de todos os advogados, um dirigente sensível, talentoso e generoso. O meu desejo de muita ação e, acima de tudo, emoção nesses três anos”, disse.

Lamachia lembrou que sua gestão se deu num período tormentoso, talvez o mais complexo da história da instituição. “Tudo ligava a uma ideia de divisão e chegamos ao final absolutamente unidos”, disse.  Referiu-se ao presidente José Augusto Araújo de Noronha como “um gigante” em competência. “Esse presidente foi fundamental na construção dessa unidade nacional”, revelou.  “Sou e sempre serei eternamente grato ao que a advocacia do Paraná fez por mim nesses três anos”, completou.

Fonte: Assessoria OAB-PR Fotos: Divulgação

 

 

 

Comente pelo Facebook

25 ANOS

Visite o hotsite em comemoração aos 25 Anos

saiba mais
DESPOLUIR

Programa Ambiental do
Transporte

saiba mais
SEST SENAT

Serviço Social do Transporte
Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte

saiba mais
JORNAL Mar/2019
Proluv
Top