Necessidade de obras na BR 376 – entre Paraná e Mato Grosso do Sul

Necessidade de obras na BR 376 – entre Paraná e Mato Grosso do Sul

05 de abril, 2021

Curitiba, 05 de abril de 2021 - A Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná – FETRANSPAR tem acompanhado de perto as discussões em torno dos novos modelos de pedágio a serem implantados no Paraná em 2021. Nos últimos meses intensificou inclusive a sua presença em reuniões realizadas em todo o Estado,  ouvindo as diferentes demandas de cada uma das regiões.

E, uma das necessidades apresentadas nesses encontros, e que precisa ser defendida junto ao Governo Federal e Estadual  neste momento de negociação dos novos contratos, é com relação a obras na BR 376 na divisa entre o Paraná e o Estado do Mato Grosso do Sul.

Além das obras de duplicação, de pavimentação, se faz necessário desenvolver um projeto de construção de uma ponte sobre o Rio São José entre os dois estados, obra que pode inclusive ter a participação da iniciativa privada.

“Essas melhorias na infraestrutura na região são de extrema importância pois vai encurtar cerca de 150 quilômetros o deslocamento dos motoristas, vai reduzir o custo com o diesel e o tempo de viagem, bem como o otimizar o frete, sendo que o Porto de Paranaguá terá o acesso facilitado para esses estados. Por isso, pediremos que os senadores e deputados federais do Paraná e Mato Grosso do Sul para que se atenham a estas obras de grande impacto positivo. E o momento para discutirmos essa demanda é agora, quando se está na iminência de se leiloar novos trechos de pedágio para administração nos próximos 30 anos no Paraná. Por isso apoiamos as sugestões apresentadas pela Socipar para que a infraestrutura rodoviária na região possa ser melhorada nos próximos anos”, ressalta o presidente da FETRANSPAR e do Conselho Estadual do Sest Senat no Paraná, Coronel Sérgio Malucelli.

A Federação representa mais de 20 mil empresas transportadoras de cargas em todo o Paraná. Juntas elas empregam mais 200 mil pessoas. A geração de riquezas por esse segmento do setor produtivo, transporte de cargas rodoviário – corresponde a 6% do PIB estadual.   

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Mar/2021
Top