Consumo de diesel está ligado ao tipo de condução, manutenção e estrada

Consumo de diesel está ligado ao tipo de condução, manutenção e estrada

22 de junho, 2022

O consumo de diesel está diretamente ligado ao tipo de condução que o caminhoneiro exerce, a manutenção preventiva e a condição da estrada. A participação do custo do diesel na planilha de transporte depende de certos elementos que incluem tipo de veículo e de operação, entre outros itens. A afirmação é do engenheiro Antonio Lauro Valdivia Neto, profissional especializado em transporte. De acordo com ele, no geral o diesel representa nas operações rodoviárias entre 30 e 40% considerando todos os custos diretos, administrativos e impostos.

Como reduzir o consumo de diesel com uma condução eficiente?

No caso das transportadoras, o tamanho da frota não tem influência, mas o tipo de operação sim, diz o engenheiro, acrescentando que o combustível lidera os custos com a mão de obra. “Nas operações em que se roda muito o diesel lidera, mas quando se roda pouco o combustível pode ficar em segundo lugar”.

O controle é o principal elemento que contribui para a redução do consumo de combustível. Sem ele não há como diminuir. Neste quesito, Lauro Valdivia explica que é importante saber com precisão qual é a média de consumo do caminhão para se atuar na redução. “Sem controle não se sabe qual a média de consumo e se as ações estão ou não causando efeito positivo”, diz.

No mais, a redução passa pela forma de dirigir, na qualidade da manutenção, do combustível e até a calibragem dos pneus tem influência. “Motoristas que trocam a marcha no momento correto acabam freando menos, pois utilizam mais o freio motor. Por outro lado, manter o motor bem regulado, pneus calibrados e troca de óleo em dia também contam muito”. O engenheiro acrescenta ainda que fretes em distâncias mais curtas não resolve a questão da economia, porque também se recebe menos pelo transporte.

“Outro elemento que pode contribuir para se queimar menos combustível na viagem é boa qualidade das estradas, pois se fossem melhores o consumo melhoraria, assim como a produtividade do caminhão”, acrescenta Lauro Valdívia, destacando que o modo de dirigir o caminhão é o fator que mais impacta no consumo, podendo chegar a uma diferença de 20%.

Como reduzir o consumo de diesel

Evite regiões com tráfego intenso

Use aplicativos e sistemas de telemetria para traçar rotas seguras. Estadas em más condições também devem ser evitadas;

Condições meteorológicas

Certifique-se sempre sobre as condições meteorológicas do seu trajeto, pois vento e chuva influenciam o consumo;

Faixa Verde

Dirija na faixa verde, ou seja, a faixa de rotação do motor que garante o melhor desempenho;

Excesso de rotação

Cuidado com excesso de rotação: durante a direção contínua, o motorista nunca deve passar da rotação máxima da faixa verde, mesmo quando se prepara para trocar de marcha;

Freio Motor

Muitos motoristas não sabem, mas usar o freio motor economiza combustível e, também, as pastilhas e lonas de freio. Ao usá-lo, o computador de bordo do veículo reduz o consumo ao mínimo enquanto carrega todo o sistema elétrico, utilizando a gravidade para impulsioná-lo. Além disso, a utilização do freio motor é uma questão de segurança, que reduz o consumo das peças do sistema de frenagem e a perda de energia pelo atrito;

Pedal no acelerador

Alguns motoristas pisam fundo no acelerador para rapidamente atingir a velocidade de cruzeiro. Ao fazer isso, estão dizendo ao computador de bordo que quer que o motor faça a maior força possível para acelerar aumentando significativamente o consumo do veículo. O ideal é nunca passar de ¾ do pedal (75%), ou seja, nunca pisar fundo. Se for fazer uma ultrapassagem aguarde uma reta com tempo suficiente para acelerar sem pisar fundo. Se estive num aclive intenso, use uma marcha menor para ter mais torque e não pisar fundo;

Manutenção

Uma boa parte do consumo excessivo vem de veículos com problemas de manutenção. Atividades simples como calibrar pneus tem impacto decisivo no consumo. A análise dos parâmetros do motor tais como temperaturas muito elevadas ou muito baixas também indicam problemas mecânicos ou de operação que são fatores que influenciam diretamente o consumo. Por fim, todos os filtros de ar, óleo e combustível, devem ser substituídos conforme a sua especificação para garantir o perfeito funcionamento dos motores e o consequente baixo consumo.

Fonte e Foto: Revista O Carreteiro

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Jun/2022
Top