ARLA 32: Uso correto

ARLA 32: Uso correto

26 de agosto, 2019

A frota da sua empresa conta com caminhões com sistema de pós-tratamento de gases (SCR)? O ano de fabricação dos seus veículos é a partir de 2012? Se as respostas foram sim, é bom ficar atento ao uso correto do Agente Redutor Líquido Automotivo - ARLA 32, produto fundamental para garantir o bom desempenho dos veículos, para preservar a qualidade do ar, além de promover a melhoria das condições de saúde dos trabalhadores do transporte e da população.

Na transportadora Pra Frente Brasil, 85% da frota dos veículos se enquadram nesse sistema. “Com o uso correto do ARLA 32 reduzimos o consumo de combustível e consequentemente a emissão de CO2 no ar, preservando os catalisadores dos veículos, o Meio Ambiente e a saúde de todos”, comenta o gerente de SSMA da empresa, James Alvarez.

Boas práticas

O ARLA é um produto químico à base de ureia em grau industrial, incolor, não tóxico, estável, não inflamável e bastante seguro para manuseio e transporte. Ele deve ser utilizado especificamente em sistema SCR para diminuir as emissões de NOx. “Em um recipiente, no cofre do motor ou em um suporte externo fixado ao chassi, o produto é inserido, após ser adquirido em postos de combustíveis, concessionárias de veículos pesados ou em oficinas especializadas. É proibido adicionar diesel neste recipiente assim como é proibido adicionar o ARLA ao tanque de combustível”, explica o coordenador do Despoluir no Paraná, Adriano Jacomel.

Ainda de acordo com ele, o número 32, junto ao nome do produto, está relacionado ao nível de concentração de ureia (32,5%) em água desmineralizada (água que teve os sais minerais removidos). “O consumo médio de ARLA 32 corresponde a apenas 5% do consumo de diesel. Assim serão utilizadas somente cerca de 5 litros de ARLA 32 para cada 100 litros de diesel”, aponta Jacomel ao acrescentar: “O uso inadequado ou a sua ausência aumentam as emissões de NOx em até cinco vezes, piorando a qualidade do ar, além de prejudicar a saúde dos próprios motoristas”.

Serviço: Empresas interessadas em participar do Programa Despoluir podem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (41) 3333-2900.

Fonte e Foto: Comunicação Fetranspar

 

 

 

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top