TRANSPANORAMA – Chegam ao Brasil os venezuelanos contratados para trabalhar em suas operações

TRANSPANORAMA – Chegam ao Brasil os venezuelanos contratados para trabalhar em suas operações

10 de julho, 2019

A Transpanorama recebeu, nesta terça-feira (9), os 36 venezuelanos que irão trabalhar em suas operações. Os venezuelanos chegaram de Boa Vista (RR) pelo avião da FAB – Força Aérea Brasileira acompanhados de cinco integrantes do Exército.

A Transpanorama fez, recentemente, o recrutamento e a seleção dos 130 candidatos na Missão Acolhida, em Boa Vista (RR), organizada pelo Exército Brasileiro, que desde março do ano passado, junto com o Ministério da Defesa e a ONU (Organização das Nações Unidas), apoia os imigrantes em situação de vulnerabilidade.

O processo de seleção foi feito durante três dias e contou com testes teóricos e práticos. Os trabalhos foram realizados pelo gerente de RH da Transpanorama, Jean Salgals, a supervisora do RH, Ariane Alves dos Santos, e o master driver, João Silva. Todos os selecionados têm experiência como motorista de caminhão e possuem carteira de habilitação venezuelana equivalente a CNH E brasileira.

Antes de trabalharem como motoristas no Brasil, os refugiados vão participar de um treinamento, durante um mês, sobre legislação de trânsito e transporte, cultura brasileira, língua portuguesa e forma de dirigir os caminhões da Transpanorama, que são de última tecnologia. Após, durante mais 30 dias, eles vão viajar pelo país acompanhados de um motorista padrinho da Transpanorama, ou seja, colaboradores da empresa que têm anos de experiência e terão a missão de contribuir com o acolhimento dos venezuelanos. Depois deste processo, trabalharão como folguistas e feristas.

As condições de trabalho para os venezuelanos serão as mesmas aplicadas aos brasileiros, asseguradas pela CLT. Além de ser uma ação humanitária, a contratação dos refugiados irá contribuir para preencher o quadro de colaboradores da empresa. É importante dizer que o recrutamento e a seleção de brasileiros, pela Transpanorama, continuam sendo feitos normalmente.

Durante o curso, os venezuelanos ficarão em alojamentos da empresa, terão alimentação e lavanderia.

Na recepção estive presentes o capitão Willen Garcia de Francisco, da Missão Acolhida, que colaborou no processo de recrutamento e seleção. Ele fez uma breve apresentação sobre os trabalhos feitos em Roraima. O gerente de RH, Jean Salgals, explanou como surgiu a ideia e todas as etapas para chegar até a fase atual. O diretor Comercial da Transpanorama, Valdecir Adamucho, e o gerente de Logística, Clodoaldo Madeira, também estiveram presentes falando sobre a contratação dos refugiados.

Fonte: Transpanorama Fotos: Divulgação

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top