SEST SENAT - Campanha da PRF leva conscientização para as rodovias do país

SEST SENAT - Campanha da PRF leva conscientização para as rodovias do país

27 de janeiro, 2020

Durante as férias de verão, as rodovias brasileiras recebem um fluxo maior de veículos. Com o movimento reforçado, é de se esperar que ocorram mais acidentes de trânsito. Por isso, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) elegeu esse período do ano para intensificar as ações educativas e de fiscalização. Iniciada em 20 de dezembro, a Operação Rodovida segue até 1º de março. Segundo a polícia, o período crítico será o Carnaval, que, neste ano, se encerra em 26 de fevereiro.

Apoiada pelo SEST SENAT, a Operação Rodovida é realizada com esforços conjugados de diversos atores, incluindo governos estaduais, prefeituras, Ministério da Infraestrutura e Dnit (Departamento Nacional de Trânsito), entre outros. Ano após ano, o país tem conseguido reduzir a triste estatística de acidentes. Em 2018, a PRF registrou 183 ocorrências durante a operação – 65% a menos do que em 2011, quando a Rodovida teve início.

Veja, a seguir, alguns alertas feitos pela campanha:

Uso do celular ao volante
A falta de atenção na direção do veículo ocasionou cerca de 5 mil acidentes graves que resultaram em mais de mil mortes apenas neste ano. Segundo a Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego), a combinação de direção e celular é a terceira maior causa de mortes no trânsito. Além da autuação, o uso do celular ao volante pode ocasionar perdas irreversíveis.

Embriaguez ao volante
Mais de 110 acidentes graves, ocorridos entre janeiro e outubro de 2019, tiveram como causa a ingestão de álcool. A embriaguez ao volante resultou em 265 pessoas mortas.

Cinto de segurança
Infelizmente, ainda é comum passageiros do banco traseiro circularem sem cinto de segurança. O equipamento é obrigatório para todos os ocupantes do veículo.

Ultrapassagem indevida
Toda ultrapassagem deve ser feita com responsabilidade. Só em 2019, de janeiro a outubro, foram registrados 449 acidentes graves em razão de ultrapassagens inadequadas. Um total de 255 pessoas perderam a vida.

Fonte e Foto: SEST SENAT

Comente pelo Facebook

JORNAL Abr/2020
Top