Novo diretor de Itaipu terá como desafio a renovação do contrato da Usina

Novo diretor de Itaipu terá como desafio a renovação do contrato da Usina

29 de março, 2017

 

Novo diretor da Itaipu terá como desafio a renovação do contrato da Usina 

O governador Beto Richa participou na segunda-feira (27), no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, da posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Leone Vianna. Na cerimônia, que teve a presença do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho, Richa destacou a importância de Itaipu, que é a maior geradora de energia limpa e renovável do mundo. 


“A Itaipu tem uma presença importante e muito marcante no território paranaense. Agora, mais uma vez um paranaense dirige esta grandiosa hidrelétrica, líder na produção de energia mundial e responsável por 17% do abastecimento de energia do Brasil”, disse. “Luiz Fernando Vianna é um especialista nesta área, atua por muito tempo no setor elétrico, com um desempenho positivo e resultados extraordinários por onde passou. A Itaipu hoje está em boas mãos”, afirmou. 

Durante a solenidade, discurso do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Leone Vianna


Engenheiro eletricista e ex-presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), Vianna foi indicado para o cargo pelo presidente Michel Temer e assume o lugar do também engenheiro Jorge Samek, que estava na direção da Usina desde 2003. “Reconhecemos o trabalho de integração feito pelo Samek nos municípios lindeiros da usina, que ajudou no desenvolvimento da região Oeste do Paraná. O Governo do Estado, por meio de nossas secretarias, foi convidado a participar de boa parte dos programas elaborados pela Itaipu”, explicou. 

Vianna afirmou que o principal desafio de sua gestão será a revisão do anexo C do Tratado de Itaipu, que está prevista para 2023. “Ele é muito importante, pois trata de toda a área comercial e de suprimento de energia elétrica dos dois países”, disse. “Temos que fazer um trabalho conjunto com o Paraguai para nos preparar para a revisão do Anexo C. Hoje nós compramos a energia excedente do Paraguai e precisamos nos preparar para definir o uso dessa energia pelo Brasil após 2023”, explicou Vianna. 

O ministro de Minas e Energia afirmou que, apesar da renovação do contrato estar marcada para 2023, as tratativas precisam ser iniciadas agora. “Pela relevância que tem para os dois países e, principalmente, para a composição da tarifa da energia no Brasil, os debates precisam ser intensificados pela nova diretoria, para que possamos iniciar esse trabalho”, destacou. 

Além de Vianna, os diretores Marcos Antônio Baumgärtner (administrativo) e Marcos Stamm (financeiro executivo) e os conselheiros Orlando Moisés Fischer Pessuti, Adailton da Rocha Teixeira e Paulo Jerônimo Bandeira de Mello Pedrosa também tomaram posse. 

A ITAIPU – Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é a segunda maior hidrelétrica construída e a que mais gerou energia limpa e renovável no mundo, com a produção de mais de 2,4 bilhões de MWh desde 1984. Em 2016, a usina retomou a liderança mundial em geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh gerados. A usina é responsável pelo abastecimento de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75% do Paraguai. 

Vianna é o décimo diretor-geral brasileiro a assinar o termo de posse na história da usina. Antes dele, assumiram o cargo Jorge Miguel Samek, de 2003 a 2017; Antonio José Correia Ribas, de 2002 a 2003; Euclides Girolamo Scalco, de 1995 a 1998 e de 1998 a 2002; Altino Ventura Filho, em 1998; Francisco Luiz Sibut Gomide, de 1993 a 1995; Jorge Nacli Neto, de 1991 a 1993; Fernando Xavier Ferreira de 1990 a 1991; Ney Aminthas de Barros Braga; de 1985 a 1990; e José Costa Cavalcanti, entre 1974 e 1985. 

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o ministro da Saúde, Ricardo Barros; a vice-governadora Cida Borghetti; os presidentes da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; do Tribunal de Justiça do Paraná, Renato Braga Bettega; da Copel, Antonio Sérgio Guetter; do Tribunal Regional Eleitoral, Adalberto Xisto Pereira; da OAB-PR, José Augusto de Araújo Noronha; o diretor de Transmissão da Eletrobras, José Antonio Muniz Lopes; o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; os secretários da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; do Planejamento e Coordenação Geral, Cyllêneo Pessoa; da Cultura, João Luiz Fiani; da Comunicação Social, Deonilson Roldo; e da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Junior; o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel; os deputados federais Luiz Carlos Hauly, Evandro Araújo e Christiane Yared; e os deputados estaduais Marcio Nunes e Alexandre Curi.

 

Fonte: Agencia Estadual de Notícias

Foto: Orlando Kissner/ANPr

 

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top