Investimentos em hidrovias e ferrovias caem mais de 70%

Investimentos em hidrovias e ferrovias caem mais de 70%

27 de março, 2017

Investimentos em hidrovias e ferrovias caem mais de 70%

Os investimentos do governo federal no transporte hidroviário caíram 77% desde 2010. Os valores destinados ao setor, que chegaram ao patamar de R$ 1,5 bilhão no começo da década, caíram para somente R$ 300 milhões, em 2016. O levantamento foi feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com base em dados do Siafi.

A União também reduziu substancialmente o aporte de recursos para o setor ferroviário. Os investimentos tiveram queda de 74%, passando de R$ 3,8 bilhões, em 2010, para apenas R$ 1 bilhão, no ano passado. 

RODOVIAS - Apesar de ter ampliado os investimentos em rodovias no ano passado, na comparação com 2015, a União acumula queda de 44% nos recursos destinados ao setor nos últimos seis anos.

Em 2016, os investimentos federais nas estradas chegaram a R$ 8,6 bilhões contra R$ 6,5 bilhões do ano anterior. Em 2010, a cifra foi de R$ 15,4 bilhões. Na avaliação da CNI, a participação privada nos investimentos em infraestrutura é fundamental para o reaquecimento da economia brasileira. 

Um dos caminhos é utilizar as parcerias público-privadas (PPPs) administrativas para conceder à iniciativa privada mais trechos rodoviários. Os números levantados pela CNI mostram que os investimentos gerais da União no setor de transportes despencaram de R$ 20,9 bilhões, em 2010, para R$ 10,8 bilhões, em 2016.

Os números, porém, revelam uma leve recuperação dos investimentos no ano passado na comparação com 2015, quando os recursos foram de R$ 9,1 bilhões. A CNI defende a maior participação da iniciativa privada na gestão e nos investimentos de infraestrutura como caminho para a recuperação da economia e para a retomada da competitividade dos produtos brasileiros.

 

 

Fonte: Assessoria ANTT

Crédito: Divulgação – arquivo Engenharia 

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Out/2019
Top