Governador inaugura duplicação e lança obra de trincheira na BR-376

Governador inaugura duplicação e lança obra de trincheira na BR-376

18 de janeiro, 2017

Governador inaugura duplicação e lança obra de trincheira na BR-376

O Governador Beto Richa inaugurou nesta terça-feira (17) mais cinco quilômetros da duplicação da BR-376 - a Rodovia do Café, no trecho entre Apucarana e Califórnia, no Norte do Paraná. Também foi feito o lançamento oficial do início das obras de construção da trincheira em frente ao 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado do Exército, no km 246 da rodovia. Richa também vistoriou as obras de construção do viaduto no km 246. 

“É um momento importante para esta região e para todo o Paraná, visto que a BR-376 é uma das mais importantes rodovias do Estado. É também a maior obra viária em execução no Paraná”, disse o governador. Os prefeitos de Apucarana, Beto Preto, e de Califórnia, Paulo Wilson Mendes, participaram da solenidade.

Entre Apucarana e Califórnia são 12 quilômetros: cinco inaugurados e os demais serão entregues até o fim do ano. A obra é uma parceria do Governo do Estado com a concessionária Rodonorte, que investe R$ 100 milhões neste trecho. 

O projeto faz parte da duplicação dos 231 quilômetros da Rodovia do Café, entre Ponta Grossa (Campos Gerais) e Apucarana, que prevê investimento total de R$ 1 bilhão, da Rodonorte. As obras de duplicação da rodovia irão beneficiar diretamente mais de 500 mil moradores de oito municípios da região dos Campos Gerais e do Norte do Paraná. A duplicação irá beneficiar não somente a agricultura do Paraná, como também outros estados como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás que utilizam a rodovia para chegar até o Porto de Paranaguá. 

MAIS VIGOROSO - “Vamos garantir um desenvolvimento mais vigoroso para o nosso Estado, ampliar esse importante corredor de exportação, chegando até o Porto de Paranaguá, todo percorrido em pista dupla”, ressaltou Richa. Além de gerar riqueza e emprego, a duplicação garante também a segurança, conforto e comodidade de todos os milhares de usuários da rodovia”, afirmou o governador. 

Ele elogiou as obras do viaduto no trecho Apucarana - Califórnia, que estarão concluídas em março, e ressaltou que estão sendo lançadas outras passagens de nível, como a trincheira em frente ao Exército, o novo entroncamento no quilômetro km 244 e novo ao aeroporto de Apucarana, no km 249. “Obras que são aguardadas faz muitas décadas pela população. Conseguimos isso por meio de conversas com a concessionária, através do diálogo, fazendo sempre prevalecer o interesse público”, disse Richa. 

O governador enfatizou que o diálogo com as concessionárias acelerou as duplicações nas rodovias no Anel de Integração. “São 500 quilômetros de pistas duplas em todas as regiões do Estado, entre as já entregues e as que estão em andamento”, afirmou. 

MUDA O PERFIL – O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse que o trecho Apucarana – Califórnia, pelo contrato original, seria feito a partir de 2020. O contrato original, segundo ele, previa partir da região de Ponta Grossa, subindo para o Norte e este trecho seria o de número 26. 

“Através do diálogo, conseguimos rever esse planejamento. Conversando com lideranças nas regiões, percebemos que deveria inverter algumas frentes de trabalho, pela importância dos trechos em termos de tráfego e de número de acidentes. Este é o caso do trecho entre Apucarana e Califórnia. Ficou claro nos estudos técnicos que deveria ser antecipado”, disse Richa Filho. 

OITO TRECHOS – O trecho entre Apucarana e Califórnia é um dos principais pontos em volume de tráfego de toda a BR-376, segundo explicou o presidente da Rodonorte, Carlos Alberto Moita. “A entrega dos primeiros quilômetros de duplicação deste trecho é relevante para a Rodonorte, porque é o que apresenta maior volume de veículos, atrás apenas da ligação Curitiba a Ponta Grossa”, disse ele. 

Moita explicou que o projeto de duplicação da BR-376 tem oito frentes de trabalho. Além de Apucarana, há as frentes Imbau, Ortigueira, Alto do Amparo, Tibagi, Jaguariaíva e Piraí do Sul. “Estamos atacando várias prioridades na rodovia, definidas a partir do volume de tráfego. Antes, o contrato não definia as obras nestas frentes como prioritárias. Agora estamos fazendo, graças ao diálogo do governo com as concessionárias. Conseguimos mudar as prioridades, estamos atuando nos municípios incluídos nos principais pontos da rodovia para eliminar riscos de acidentes”, afirmou Moita. 

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o diretor-geral do DER-PR, Nelson Leal Junior; o chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas; o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior; o diretor-presidente do Detran-PR, Marcos Traad; o diretor administrativo do BRDE, Orlando Pessuti; os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli; Tiago Amaral, Alexandre Curi, Nelson Justus e Cobra Repórter.

Fonte: AEN - 17/01/2017

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top