G1 - Concessão do Afonso Pena prevê pista com capacidade para voos diretos para Europa e EUA

G1 - Concessão do Afonso Pena prevê pista com capacidade para voos diretos para Europa e EUA

08 de maio, 2020

A concessão do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, prevê a construção de uma pista com capacidade de pousos e decolagens de aeronaves que façam voos diretos para a Europa e Estados Unidos, segundo o governo do estado.

A gestão estadual informou que a licitação para concessão está prevista para o fim de 2020. O prazo para construção da nova pista será de 60 meses após o início do contrato.

A nova pista deve ter 3 mil metros de extensão, deixando apto o aeroporto para viagens de longas distâncias e transporte com cargas maiores.

Atualmente o Aeroporto Afonso Pena tem duas pistas para pousos e decolagens. A maior delas tem 2,2 mil metros de extensão, mas não é apta para grandes decolagens devido a altitude do aeroporto em relação ao nível do mar, segundo o governo.

O estado disse ainda que espera aumento do turismo e do comércio exterior do Paraná com a construção da nova pista.

Em 2019, segundo dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), mais de 6,5 milhões de passageiros passaram pelo Aeroporto Internacional Afonso Pena.

Concessão

A concessão do Aeroporto Afonso Pena deve ser feita em conjunto com outros três aeroportos paranaenses - Londrina, Foz do Iguaçu e Bacacheri, em Curitiba - além de outros cinco terminais do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

O leilão do bloco está previsto para o quarto trimestre, segundo o Governo do Paraná, com valor de contrato estimado em R$ 8,9 bilhões. A duração da concessão é de 30 anos.

Fonte: G1 Paraná Foto: Divulgação

Comente pelo Facebook

JORNAL Abr/2022
Top