Frota e Cia - Tora Transportes se prepara para distribuir vacina contra a Covid-19

Frota e Cia - Tora Transportes se prepara para distribuir vacina contra a Covid-19

08 de janeiro, 2021

Diante da proximidade de liberação da vacina contra a Covid-19, prometida para o primeiro semestre do ano no Brasil, cresce a importância da logística voltada para a distribuição eficiente e segura do produto em todo o território nacional. De olho nesse mercado, a Tora – uma das maiores operadoras logísticas do país – está investindo R$ 10 milhões na infraestrutura de suporte, para garantir o abastecimento aos postos de saúde do país e, ainda, atender aos grandes laboratórios e redes de drogarias.

Os recursos têm o objetivo de dobrar a capacidade de armazenamento refrigerado no recinto alfandegado CLIA (Centro Logístico Industrial Aduaneiro), localizado em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O local possui infraestrutura de 75 mil m2 de armazenagem, estrutura para cargas refrigeradas e contêineres, além de ramal ferroviário. Com a expansão, será possível armazenar cerca de 7 milhões de doses de vacinas.
O diretor comercial da Tora, Márcio Medina, destaca que a empresa conta com larga experiência na operação logística de vacinas no Brasil. Esse know how inclui o recebimento da carga importada em aeroporto, transporte com DTA (Declaração de Trânsito Aduaneiro) para o Clia e armazenamento em câmara fria com acompanhamento de profissionais para a manutenção da qualidade dos produtos. “Desde 2019, somos os responsáveis pela logística da vacina contra a Meningite C para a Fundação Ezequiel Dias (Funed)”, afirma o especialista.

Medina lembra, também, que a empresa foi contratada para a operação logística de cerca de 2 milhões de testes de Covid-19 durante a pandemia e operacionalizou a logística de kits de EPIs e outros itens para o combate à doença. “Além de termos toda a estrutura logística para atender as instituições governamentais, estamos mobilizados enquanto cidadãos para apoiar a população brasileira a superar esse momento”, ressalta o diretor.

Segundo o Ministério da Saúde, um total de 300 milhões de doses de imunizantes já estão sendo negociadas e o processo de vacinação está previsto para ocorrer no início de março de 2021 ou pode ser antecipado para as próximas semanas.

Fonte: Frota e Cia Foto: Divulgação

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Dez/2020
Top