Fetranspar solicita medidas de combate ao crescimento de roubos de cargas no Paraná

Fetranspar solicita medidas de combate ao crescimento de roubos de cargas no Paraná

29 de março, 2017

Fetranspar solicita medidas de combate ao crescimento de roubos de cargas no Paraná 

A Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná) tem realizado uma série de ações para coibir o aumento de roubos de cargas no Estado. Nesta terça-feira (28), o presidente da entidade, Coronel Sérgio Malucelli, recebeu o comandante do Batalhão da Polícia Rodoviária do Paraná, tenente-coronel Antonio Zanatta Netto, com o objetivo de estreitar o relacionamento com a Polícia Estadual Rodoviária. Presente também na reunião o diretor da Fetranspar, Markenson Marques.

"Roubo de carga é uma preocupação constante da Fetranspar, temos que agir com todos os órgãos, envolver a sociedade para assim conseguir estabelecer ações e estratégias para combater esta situação", destaca Malucelli.

“Estamos à disposição da entidade e da sociedade. Viemos ouvir o clamor da Fetranspar em virtude de roubos que estão ocorrendo em algumas regiões do Estado”, ressaltou Zanatta.  A Polícia Rodoviária Estadual é responsável por atender mais de 12 mil quilômetros de rodovias, com 56 postos em todo o Paraná.

Segundo o tenente-coronel, chamam a atenção para os roubos de carga no litoral, principalmente Paranaguá e região, as cidades da Região Metropolitana de Curitiba, e ainda Londrina e Maringá. “Em conjunto com a Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Batalhão da Polícia Militar de cada região, e com a ajuda do poder municipal, vamos aumentar o número de operações para coibir as tentativas de roubos e estratégias para minimizar esta situação”, ressalta.

Um alerta do comandante do Batalhão da Polícia Rodoviária do Paraná é a falta de registros por parte de caminhoneiros após os roubos de cargas. “É fundamental que se faça o BO na Polícia Militar e Civil. Somente desta forma teremos condições de agir”, pontua Zanatta.

Outra recomendação do tenente-coronel aos condutores é ao perceber veículos suspeitos, reportar ao 198 com as referências dos veículos para que a Polícia possa estar em alerta.

De acordo com Zanatta, ainda é preciso alertar para o uso indevido de álcool. “Se beber, não dirija. Estamos intensificando as operações com radar e etilômetro em todas as rodovias para evitar acidentes”, conclui.

Fonte: Ascom Fetranspar

Foto: Divulgação 

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top