DER/PR divulga vencedora da licitação para estudos da nova ponte Paraná-Mato Grosso do Sul

DER/PR divulga vencedora da licitação para estudos da nova ponte Paraná-Mato Grosso do Sul

15 de fevereiro, 2023

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou nesta segunda-feira (13) a declaração de vencedor da licitação para elaboração dos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para construção de uma nova ponte de ligação do Estado com o Mato Grosso do Sul. A obra será no Rio Paraná, entre o distrito de Porto São José, em São Pedro do Paraná, na região Noroeste, com o município sul-mato-grossense de Taquarussu.

A licitação ocorreu pela modalidade de Pregão Eletrônico, no qual as participantes disputam entre si através de lances cada vez menores, utilizando o ambiente de disputas do Banco do Brasil, o portal licitações-e.

A empresa Prosul – Projetos, Supervisão e Planejamento foi declarada vencedora por ter sua documentação e proposta aprovada pela comissão de julgamento do DER/PR, atendendo todos os critérios do edital. A empresa foi a segunda classificada no pregão eletrônico, tendo sido convocada após a primeira arrematante ter sido inabilitada por não ter cumprido as exigências quanto aos documentos de comprovação de qualificação técnica.

Após prazo para interposição de recursos quanto ao resultado, a próxima etapa é a homologação do resultado, seguida pela assinatura de contrato.

Os estudos, no valor de R$ 2.992.382,95, serão custeados pela Itaipu Binacional, após convênio firmado entre a hidrelétrica com os governos do Paraná e Mato Grosso do Sul, no ano passado. O objetivo é apontar vantagens, desvantagens, impulso no desenvolvimento socioeconômico da região, possíveis impactos ambientais, além das técnicas de engenharia a serem aplicadas para verificar de fato a viabilidade da obra. O prazo para conclusão do EVTEA será de 18 meses, a contar após a emissão da ordem de serviço.

Infraestrutura

O projeto consiste em construir uma ponte sobre o Rio Paraná, que deve ter 2 quilômetros de extensão. A ponte será um importante ponto de interligação entre as regiões Sul e Centro-Oeste do País, criando um novo corredor logístico entre os dois estados, que são os maiores produtores agropecuários do Brasil. A ideia é diminuir o tempo de viagem até o Porto de Paranaguá, gerando mais economia e agilidade no escoamento da produção.

A proposta também prevê no lado paranaense a restauração de 19,8 km da PR-577, incluindo a construção de um contorno em Porto São José, distrito de São Pedro do Paraná. Já no perímetro sul-mato-grossense, serão implantados 30 km da rodovia MS-473, além de um viaduto de acesso em Taquarussu.

Fonte e Foto: AEN

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Fev/2024
Top