CNT - Agenda 2021: transporte busca novos modelos de negócio e formas de ofertar serviços

CNT - Agenda 2021: transporte busca novos modelos de negócio e formas de ofertar serviços

08 de fevereiro, 2021

Após um primeiro dia em que os debates giraram em torno de novos marcos regulatórios, logística 4.0, alto desempenho, inovação e competitividade, o segundo dia do webinar Agenda 2021 avançou na reflexão sobre o futuro do transporte, abordando a importância da mentalidade estratégica, da transformação digital aplicada ao setor e da definição de modelos de negócios em tempos de mudanças e novos conceitos.

Promovido pelo Sistema CNT (Confederação Nacional do Transporte, Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte e Instituto de Transporte e Logística), o evento teve transmissão ao vivo pelo canal do SEST SENAT no YouTube.

Um dos palestrantes do segundo dia, Marcos Leão, professor da FDC (Fundação Dom Cabral), citou que, para ter mentalidade estratégica, qualificação e alto desempenho, as empresas precisam, primeiramente, saber em qual contexto estão inseridas. "Todas as incertezas que vieram com os acontecimentos globais fizeram com que os modelos e estratégias que estavam sendo desenvolvidas não tenham mais a mesma eficácia. Todas as mudanças trazem uma nova ordem. Ou seja, começamos a desconstruir e reconstruir a percepção dos negócios”.

Leão ainda enfatiza que essa nova ordem se baseia em seis premissas. "Temos a  distorção  o espaço tempo, onde uma empresa surge e ocupa uma grande abrangência; o encurtamento do ciclo de vida do negócio, que está intimamente ligado ao ciclo de um produto ou de um mercado; modelos de negócios que são copiados e trazem um esgotamento competitivo; ressignificação da compreensão real do negócio; convergência entre setores e negócios distintos, onde áreas e elementos diferentes possam trazer eficiência e a desconstrução dos modelos que trouxeram novos conceitos e atuações”.

Já quando a questão é a transformação digital aplicada ao transporte e mudanças logísticas, que teve uma grande aceleração durante a pandemia, o CEO da HSM, Reynaldo Gama, fala que inovar é um processo contínuo para a disrupção. "Melhorar o que já existe e, depois, você cria algo novo, que trará a disrupção.

Podemos criar algo e transformar aquilo que fazíamos em obsoleto. Muitas empresas estão sempre inovando.

O ponto é como criar algo novo." Reynaldo Gama ainda lembra que é preciso trabalhar a inovação dentro das empresas e não ter medo de arriscar. "É um fator cultural muito importante e é preciso ter um apetite pelo risco. Não adianta eliminá-los. Temos que aprender a conviver e nos adaptarmos a ele." Sobre os desafios do setor de transporte, Gama cita entre outros a intermodalidade, como atuar com vários modelos de negócios e a eficiência das frotas. "São desafios que trazem junto grandes possiblidades”.

E dentro de tantas transformações, é preciso saber negociar. Sobre como agir nesse novo mundo e como desenvolver estratégias efetivas o diretor da Do It! Brasil, Thomas Brieu, fala que, quando inovamos, também negociamos ideias. "Estamos negociando o tempo todo. E hoje vamos ter cada vez mais conflitos devido as questões culturais, de gerações e das diversidades que encontramos no ambiente de trabalho. Isso pode ser uma boa causa se conseguirmos transformar os conflitos em inovação e diálogo. Para que isso aconteça é preciso escutar." Brieu ainda lembra que a solução está na “mistura das cabeças e na inteligência coletiva”.

"Negociar é ver como lidamos com as nossas diferenças. É a comunicação produtiva. Lidar com as diferenças é preciso respeitar a diferença. Colocar o outro no palco e fazer a ponte entre os paradoxos".

O segundo dia do webinar também contou com um debate, com a participação da diretora-executiva Nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart; do diretor do ITL (Instituto de Transporte e Logística), João Victor Mendes; da presidente da Tora Transportes, Janaína Fagundes; da diretora da Viação Águia Branca, Paula Barcellos; e do representante da STC Internacional, Daniel Breda.

No evento online, também foram apresentadas as principais iniciativas que serão desenvolvidas pela CNT, pelo SEST SENAT e pelo ITL para empresas e lideranças do transporte em 2021.

Fonte: CNT

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Jul/2021
Top