CNA prevê aumento de 2,5% do PIB do agronegócio no Brasil

CNA prevê aumento de 2,5% do PIB do agronegócio no Brasil

15 de fevereiro, 2023

Perspectivas do setor para 2023 incluem pilar da infraestrutura logística no Novo Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal. Temática será discutida nos eventos de conteúdo da Intermodal South America.

De acordo com projeções da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o PIB do agronegócio deve terminar 2023 com alta de 2,5% em relação a 2022. Segundo balanço do último ano e perspectivas para 2023 da CNA, o Governo Federal deve centralizar o pilar da infraestrutura logística no “Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)”. O assunto é um dos temas que será tratado na 27ª edição da Intermodal South America, evento de logística, intralogística, transporte de cargas e comércio exterior que traz o panorama de mercado e explora nichos setorizados. No novo PAC, o conjunto de medidas incentiva o investimento privado, e estimula o aumento do investimento público em infraestrutura, além de pleitear a remoção dos obstáculos burocráticos, administrativos, normativos, jurídicos e legislativos.

O agronegócio fechou 2022 com exportações recordes de US$ 159,1 bilhões, crescimento de 32% em relação ao ano anterior, segundo dados oficiais compilados pela CNA, no Boletim de Comércio Exterior do Agronegócio. As projeções da confederação indicam que os investimentos, privados e/ou públicos compreendam os eixos de logística (incluindo rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias); energia (com geração e transmissão de petróleo e gás); e o eixo urbano (contemplando habitação, saneamento e mobilidade urbana).

Fertilizantes

Elemento estrutural da cadeia agrícola, os fertilizantes têm grande impacto na composição do custo final das commodities. O Brasil ocupa o quarto lugar no ranking de consumidores globais de fertilizantes, sendo responsável pela aquisição de 8% da produção mundial. Cerca de 80% dos adubos consumidos pelos brasileiros são de origem estrangeira e chegam via marítima, vindos de países produtores, como Rússia, Canadá, Bielorrússia, China, Israel, Marrocos, Argélia, Egito, Alemanha e Estados Unidos.

Para atender a alta demanda, soluções logísticas cada vez mais modernas são colocadas em prática para dar vazão à demanda na importação e exportação. No último mês, por exemplo, 73.310 toneladas de sulfato de amônio foram desembarcadas no Porto de Paranaguá (PR), em uma operação da China para o Brasil que marcou a atracação do mega graneleiro responsável pelo transporte, o RED MARLIN. De acordo com o diretor de operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, o porto do Paraná é a principal porta de entrada dos fertilizantes brasileiros. Em 2022, cerca de 10 milhões de toneladas foram importadas pelos terminais de Paranaguá e Antonina. “Estamos recebendo navios maiores e mais carregados graças aos recentes investimentos na infraestrutura marítima”, disse Júnior. “Obras como a derrocagem das pedras da Palangana e a dragagem de manutenção permanente propiciaram ganhos operacionais para os terminais, com aumento da profundidade”, comentou.

Os fertilizantes são produzidos e enviados durante todo o ano para atender às necessidades dos agricultores em todo o mundo. A jornada dos fertilizantes, desde a produção até a aplicação na fazenda, requer vários modos de transporte. Por este motivo é extremamente relevante discutir o tema que tange o agronegócio, e a logística de produtos químicos, na Intermodal South America, encontro dos setores de logística, intralogística, transporte de cargas e comércio exterior da América Latina.

Também com foco na logística de fertilizantes, o Grupo Cesari é outro dos grandes players da logística do setor agrícola. Segundo o Chief Financial Officer (CFO) do grupo, Alexandre Rosaneli, o cenário mais conturbado e volátil da economia local demandou um replanejamento da atuação do Grupo Cesari.

O Grupo Cesari é uma das 500 marcas expositoras presentes na Intermodal South America, assim como o Porto de Paranaguá. “Na Intermodal, queremos compartilhar os avanços que tivemos na verticalização em infraestrutura e inteligência logística, com as novas empresas portuárias atuando em Santos e em Barcarena, além de uma mostra dos benefícios de uma solução integrada Ship to Door para nossos clientes importadores. Apresentaremos, ainda, soluções de movimentação de carga líquida química e perigosa, que nos fez apostar na otimização logística, na redução de custos e na mitigação de riscos”, afirmou o CFO do Grupo Cesari.

Intermodal

Ponto de encontro para as principais e mais importantes empresas globais ligadas à dinâmica de supply chain, a Intermodal South America realiza sua 27a edição, no São Paulo Expo, entre os dias 28 de fevereiro e 2 de março. Além da feira com mais de 500 marcas confirmadas nacionais e internacionais, o visitante encontrará diversas atrações como o Interlog Summit, composto pela Conferência Nacional de Logística (CNL), com curadoria da Abralog (Associação Brasileira de Logística) e o primeiro Congresso Intermodal South America. No primeiro dia do Congresso Intermodal, a programação de painéis joga luz sobre as novas fronteiras para o escoamento dos granéis agrícolas e os impactos nas cadeias logísticas.

Segundo explica o diretor do portfólio de Infraestrutura da Informa Markets Brasil, promotora e organizadora da Intermodal South America, Hermano Pinto Jr., cada modal está representado e todos os players também estarão no evento: operadores logísticos, companhias marítimas, aéreas e do modal rodoviário, equipamentos de movimentação de carga e soluções de tecnologia para gestão logística em portos, aeroportos e centros de distribuição, logtechs, entre muitas outras empresas. A feira terá, por exemplo, a participação de mais de trinta portos brasileiros e internacionais, de países como Alemanha, Bélgica, Espanha, Estados Unidos e Portugal, além dos terminais portuários reconhecidos e de empresas de movimentação de cargas/equipamentos, apoio marítimo, de serviços e de tecnologia portuária.

Fonte: Terra Foto: Divulgação

 

 

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Fev/2024
Top