BAND NEWS - Setor de serviços do Paraná é o 5º mais afetado no país pela greve dos caminhoneiros

BAND NEWS - Setor de serviços do Paraná é o 5º mais afetado no país pela greve dos caminhoneiros

20 de julho, 2018

Após a greve dos caminhoneiros, o setor de serviços paranaense está entre os cinco do país que mais sofreu com as paralisações. No Paraná, o recuo foi de 11,6% entre os meses de abril e maio. Enquanto que nacionalmente, o setor teve uma queda de 3,8%. Os números são da Pesquisa Mensal de Serviços divulgada na sexta-feira (13) pelo IBGE.

Desde 2011, não havia uma queda tão grande no setor. Priscila Andrade é coordenadora de pesquisa da Fecomércio e explica que a recuperação nos serviços é ainda mais difícil do que na indústria. O setor teria sofrido ainda com a alta nos preços que fez com que a queda no volume de serviços fosse maior.

Tocantins foi o estado com maior queda no setor, com 14,1%, seguido do Mato Grosso, com 14%, Ceará, com redução de 12,6% e Rio Grande do Norte, com 11,7%. Apesar dos números negativos nos serviços, as vendas no varejo no Paraná registraram um aumento de 1,59%, entre os meses de abril e maio.

De acordo com Priscila, os setores que tinham estoques ou que as vendas foram realizadas no começo do mês conseguiram manter as saídas.

Dados da pesquisa Conjuntural da Fecomércio mostram que além dos ramos de supermercados e combustíveis, que tiveram um crescimento diretamente relacionado com a greve, os setores de calçados (17,86%), vestuário e tecidos (13,9%) e as lojas de departamentos (17,5%) aumentaram as vendas.

Fonte: Band News Foto: Arquivo Levy Ferreira

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top