Argentina zera imposto para carros elétricos que forem montados no país

Argentina zera imposto para carros elétricos que forem montados no país

18 de maio, 2017

Argentina zera imposto para carros elétricos que forem montados no país

A Argentina anunciou redução de imposto de importação para estimular a venda de carros elétricos e híbridos (com motor elétrico combinado com um a combustão) no país. Os veículos 100% elétricos que chegarem parcialmente ou completamente desmontados, para serem finalizados no território argentino, não pagarão o tributo.

O Brasil também zerou o imposto de importação para esses veículos em 2015.

Para os elétricos que chegarem montados, o imposto argentino será de 2%, em vez dos atuais 35%. Os híbridos pagarão 5%.

Restrições

O benefício, que começou a valer na última sexta-feira (12), valerá por 3 anos, é restrito a marcas que possuem fábricas na Argentina e limitado a 6.000 unidades no período. Além disso, ficam de fora veículos elétricos que pesem menos do que 550 kg.

Atualmente, o único carro "verde" vendido na Argentina é o híbrido Toyota Prius, que também é oferecido no Brasil. O jornal "Clarín" diz que também já foram homologados, isto é, autorizados a serem vendidos, o Nissan Leaf, o Renault Kangoo Z.E., ambos elétricos, e o Volkswagen Touareg híbrido, que deixou de ser importado pelo preço alto.

Como é no Brasil

O Brasil também isenta carros 100% elétricos​ (movidos a eletricidade ou hidrogênio) do imposto de importação e não restringe esse benefício aos que venham a ser montados no país. A única exigência é que esses carros tenham consigam rodar pelo menos 80 km com uma carga.

Os modelos híbridos têm alíquota entre zero e 7%, dependendo da cilindrada e da eficiência energética. A exigência para eles é levar até 6 pessoas e não ultrapassar 3.0 litros do motor a combustão.

Mesmo com as vantagens, as vendas de elétricos e híbridos no Brasil ainda são pequenas. A Toyota lidera com o Prius. Depois só estão disponíveis modelos bem mais caros, como o BMW i3 (elétrico) e o i8 (híbrido), o Volvo XC90 (híbrido), o Lexus CT200 (híbrido), o Mitsubishi Outlander PHEV (híbrido). O carro elétrico que mais vende no mundo, o Nissan Leaf, não tem previsão de ser vendido no país.

Fonte: G1.com.br

Comente pelo Facebook

JORNAL Ago/2019
Top