AGROLINK - Apenas 29% da soja do Paraná tem condição boa

AGROLINK - Apenas 29% da soja do Paraná tem condição boa

12 de janeiro, 2022

As condições das lavouras paranaenses seguem piorando a cada semana. Segundo o relatório semanal divulgado pelo Departamento de Economia Rural (Deral) as áreas de soja em condição considerada boa são 29%. No levantamento anterior o índice de lavouras boas somava 30%. Já as lavouras em condição média somam 37% e as consideradas ruins passaram de 31% para 34% em uma semana. No dia 20 de dezembro  57% das lavouras tinham boas condições e 13% estavam ruins.

Em relação aos estágios de desenvolvimento são 8% em desenvolvimento vegetativo,  25% em floração,  54% em frutificação e 13% em maturação. Os impactos maiores estão na região Oeste. Em Cascael, por exemplo, cerca de 85% das lavouras estão em situação ruim, o que corresponde a 407 mil hectares; na vizinha Toledo são 308 mil hectares nesta situação ou 65%. Em Campo Mourão as lavouras ruins somam 314 mil hectares ou 46%.

Também são registradas baixas no milho 1ª safra. As lavouras em condição ruim somam 29%. Em situação média está 39% da área e em condição boa apenas 32%. Há uma semana 35% foram avaliadas como boas, 40% como médias e os 25% restantes com ruins. O relatório semanal apontou que 23% das lavouras paranaenses já avançaram para maturação, 54% estão em frutificação, 19% em floração e os 4% restantes seguem em descanso vegetativo. Também já há registro de semeio da 2ª safra, com 1% da área plantada.

No milho 1ª safra os maiores impactos também estão no Oeste paranaense. Em Cascavel 82% ou 19 mil hectares estão em condição ruim; em Ponta Grossa são afetados 28 mil hectares ou 35% e em Umuarama as lavouras ruins somam 70% ou quase 3 mil hectares.

Fonte: Agrolink Foto: Marcel Oliveira

 

Comente pelo Facebook

JORNAL Jan/2022
Top